quinta-feira, 9 de junho de 2011

Superações?

Gente não aconteceu nada comigo...Mas muito trabalho e sinceramente pouca vontade de contar sobre a minha vida, nada de muito interessante...Até o momento.



Bom como já escrevi antes, estava aprendendo a dirigir. Certas horas achava que não tinha nascido para o negócio, mesmo todos dizendo que era normal, todos iniciavam assim e blablabla



Bom umas 2 semanas ia com meu marido de co-piloto e ele ia me buscar no trabalho e eu voltava dirigindo. Nesses dias muitas cagadas, muitos gritos histéricos do maridon, tenho certeza que diminui uns bons anos da vida dele de tanto nervoso, coisas certas realizadas no puro acaso e sorte, xingamentos mil, enfim, ganharia fácil o prêmio da barbeira do ano.



Essa semana acabou a mamata: maridon esta viajando a trabalho e tive que encarar sozinha o trânsito de São Paulo. Nem me perguntem como estou viva, mas estou...




Na segunda-feira na ida, tudo legalzinho, nervosismo mas deu para controlar, a volta também foi tensa mais fluiu. Na terça-feira o bicho pegou, de manhã ok ok na volta teve o ciclone em sampa!!! Dá para acreditar??? Tinha que surgir um desastre natural no 2º dia que vou de carro sozinha??? Fala sério! O carro até balançava!!! Deu a maior vontade de chorar, mas me controlei, se não entraria em pânico e só pioraria a situação.



No dia seguinte, uma árvore gigantesca caida no meio da minha rua. Detalhe: eu só sei fazer os caminhos já condicionados, não sei fazer outros. Resolvi seguir os outros carros e fui parar em um lugar mega estranho. A sorte é que encontrei um senhor muito gente boa que me ensinou a voltar. Não é por nada que ele tem o nome do meu avô querido: Carlos.



Hoje, o tempo está péssimo na cidade, já estou na maior adrenalina, pensando em como vou voltar.

Rezem, torçam por mim.