domingo, 25 de abril de 2010

Inconformada Paulisssssssta no Rio!!

Mew, fui para o RJ!!! Maridon conseguiu uma nano férias de uma semana e fomos na 3ª feira e voltamos na 6ª feira. Fui meio ressabiada como boa paulista, mas estava adiando essa viagem por muito tempo, então rolou as férias e lá fomos nós de carro.
Ficamos no Hotel Atlantis que fica entre Ipanema e Copacabana, posso dizer que já fui em melhores, mas dava para o gasto, até porque ele ficava bem pertinho de duas praias maravilhosas, tinha uma piscinha microscópica na cobertura, mas com uma vista linda.

Fizemos os passeios de praxe de turistas: andamos de bondinho e fomos no Cristo, pena que ele estava em manutenção, estava todo coberto com andaimes, diz a lenda que pixaram ele alguma coisa assim...Fazer o quê, ...Dica para o bondinho: vá de táxi até lá, porque é difícilimo estacionar, compensa mais ir de táxi. Dica para o Cristo: de táxi não rola, sai uns 120 dinherinhos pro cara de lavar e ficar te esperando, se caso vc for de táxi, vá até onde estão as vans (o trenzinho estava quebrado devido as chuvas) e elas te levam até o Cristo, de carro a mesma coisa.


Jantei em alguns lugares, mas o que gostei mesmo foi o Pigalli em Copacabana, simples mas delicioso, pedi um salmão e arroz de brocólis e o maridon pediu um rodízio de petiscos e pizza, é uma ignorância, vinha tanto petisco que dava para um exército. O precinho bem camarada.


Perto do Hotel tinha um Mega Matte, que vendia um tal de Guaramorango muito bom, fiquei viciada, não sei se tem aqui em Sampa City.


Pagamos mico andando com aquela bicicleta de dois lugares, em pleno feriadão, com uma das faixas da avenida em Copacabana fechada e todos nos olhando como ETs.


As pessoas no Rio são tão diferentes, é óbvio que em uma cidade praiana as pessoas são mais saudáveis, mais desancanadas, mas sei lá, até os senhores e as senhoras cariocas parecem jovens. Não sei se é o sotaque, jeito de falar, de se vestir, não sei, mas tem algo de fresco neles (fresco no bom sentido). Não que eles se vistam como Paquitas e Surfistas da 3ª idade, é simplesmente uma coisa deles. Muito interessante.


Adorei os prédios antigos, a cidade misturada com a natureza, o clima...Mas, uma coisa não foi legal: as pessoas que prestavam algum tipo de serviço, não a maioria, eram secos quase mal educados, cumprimentar era difícil, obrigado, de nada praticamente não escutava, meio que pareciam que estavam fazendo um favor. Repetindo não estou falando de todos que nos atenderam, antes que comecem a me gongar, estou falando de alguns.


Aqui em São Paulo, também temos vendedores, atendentes, enfim pessoas que prestam serviço com cara de limão azedo, mais me parece mais difícil. E olha que fiquei menos de uma semana no RJ.


No mais amei o RJ, mudei meus conceitos. Lindo, lindo e lindo.


Brincadeirinha

5 comentários:

  1. Tá explicado a razão do seu sumiço, hehehe.
    Ir pro RJ tá nos meus planos tbem, mas sempre fico com o pé atrás... sei lá, com tanta coisa que passa no jornal, parece que lá é a faixa de Gaza... mas já sei pra quem vou pedir umas dicas quando eu for pra lá... Abs.

    ResponderExcluir
  2. Oi karina!! Como vc está?
    Eu fiquei com invejinha de vc...tenho muita vontade de ir ao Rio,ainda mais agora que um dos meus amigos mais queridos foi morar lá. Ele tá apaixonado!! E vive me contando as maravilhas dos lugares e principalmente da noite carioca.
    É bom sair de férias né? Faz tempo que num sei o que é isso.
    Beijos querida e uma ótima semana procê!!

    ResponderExcluir
  3. Nada, guria! Achei massa (gíria de velha, a gente vê por aqui) seu blog!

    bj

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eu tb tive a mesma impressão qdo fui a RJ... Beijos

    ResponderExcluir
  5. Poxa sou carioca meu nome é Eliza, tb sou dona de casa, e fiquei triste em saber que o tratamento de algumas pessoas foram assim, mas de qualquer forma, espero que tenha gostado na cidade, bjs...........

    ResponderExcluir

Pode soltar o verbo...Inconforme-se