segunda-feira, 12 de abril de 2010

Ela é a Dona de Tudo...Ela é a Rainha do Lar...

Voltei a minha vida de Rainha do Lar (mienforca)... Não é ruim, mas também, não é bom...Maridon, disse que depois de fazer os cálculos nas suas super planilhas verificará se dá para pagar uma academia para mim...Esse planejamento todo é porque compramos um apê novo hehehehehehe que estará pronto só daqui 3 anos =( Ok, ok, eu aguardo afinal vale todos os meus esforços pelo nosso apezinho com uma varanda (gourmet) enormeeeeeeeeeeeee, com 2 suites, um lavabo e 3 salas (oi tô me sentindo)


Mas minha crise profissional e pessoal continua. Sou uma pessoa muito ativa, vamos dizer mais mentalmente ativa hehehe, nem tanto fisicamente, e não sei se só a academia vai me deixar satisfeita. Melhor pedir uma pós, né?? Mais aí é muito exploração com o maridon...Estou procurando emprego, mas não está rolando muita coisa. O problema é que eu nunca pedi demissão assim do nada e fica feio dizer que saí por causa da minha ex-chefe psicótica. Eu como selecionadora, sempre fiquei com um pé atrás com candidatos assim...


Outra questão, esta pessoal, engravidar ou não enquanto estou nesse tempo oscioso. O problema é que não me imagino em casa o dia inteiro olhando para o teto e para a Cindy, e só engordando cada vez mais, e até onde sei ninguém contrata uma gestante...Depois o baby nasce, não dá para voltar a trabalhar tão cedo...Ô dilema...


Eu gosto muitoooooo de trabalhar, muito mesmo, e não gostaria de ficar mais de 1 ano parada por conta da gravidez e de um filho (isso se eu engravidar de cara), vou ficar frustrada, ou não, sei lá só passando pela situação para saber...Mas não parei de tomar anticoncepcional, vou tomar mais um mês para decidir melhor minha situação.

É isso ai, vou deixar na mão de quem entende...Deus!!


Ai, como minhas panelas brilham!!! Que satisfação!!!

7 comentários:

  1. Oi Karina. Hoje é minha primeira visita aqui. Tb to numa fase problemática. Tô trabalhando, mas sem nenhuma garantia trabalhista, tipo férias, décimo terceiro, licença maternidade e nada. Com a vinda das eleições por aí, não sei se ainda terei esse trabalho até o fim do ano.Vivo na instabilidade finaceira total!!!
    E a vontade de ter um baby tá bem gande aqui em casa, tanto por mim quanto pelo marido. Aí ja viu né, muitas dúvidas e dilemas. Mas vamos ter esperanças sempre e fé de qeu as coisas melhorem!
    Boa sorte pra nós!

    ResponderExcluir
  2. Oi Karina, tudo bem?
    Estou passeando pelos blogs e achei o seu. Dilemas parecidos. TAmbém fui muito ativa e, o desemprego surgiu qdo meu filho mais velho nasceu e, veio o segundo e de quebra, 5 anos parada. O problema de engravidar enquanto se está parada é que depois as pessoas te olham torto quando você quer voltar a trabalhar. Na cabeça deles a matemática é simples: filho pequeno + mãe= falta no trabalho.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. no dia que minhas panelas brilharem...é porque tô louca!!!
    ou o teflon deu tchau!
    :)

    ResponderExcluir
  4. Oi voltei. Tb to te seguindo. Viu, eu te disse que tinha coisa parecida, kkk...eu to com 26, prestes a fazer 27 ( acho que é idéia boa pra ter um bebezinho), mas acho que só vai rolar ano que vem mesmo. Tô criando coragem pra estudar pros concursos desse ano e se passar vai ser lindo!!
    Beijos Karina!!

    ResponderExcluir
  5. Karina,

    Emprego é bom e a gente gosta, né?
    Também no na procura!
    Ai, apê novo! Imagino já o cheirinho e a vontade de colocar os moveis lá dentro LOGO!

    Boa sorte pra vc!

    Quanto ao filho, cada um tem seu tempo, né?Tem que pensar direitiiinho!

    Beijo,
    Nara

    ResponderExcluir
  6. adorei o blog, vou seguir já!
    Mesmas duvidas, mesmas situações!
    Mesmo desemprego, mesma vontade de ter filhos!
    Será que as mulheres são todas iguais?? rsrrsrs!!
    Os homens morreriam se fosse assim!
    bjos

    ResponderExcluir
  7. vai fazer o pós e academia,investe em ti,depois pinta separação e vc só aí com seu blog. Investe em ti.

    ResponderExcluir

Pode soltar o verbo...Inconforme-se