quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Inconformismos na Seleção

Trabalho a um bom tempo com recrutamento e seleção e tem algumas coisas que ainda conseguem me tirar do sério em um processo seletivo. O que que acontece com a maioria das pessoas quando vão fazer uma entrevista de trabalho:

1- Chegam atrasadas para criar um mistério?

2- São arrongantes por puro charme?

3- Vestem jeans e blusinha (blusa de moleton e afins), pq as roupinhas mais "sociais" ficam para ir à missa (ninguém ainda me respondeu se falar "social" é brega =D ) ?

4- Ficam batendo o pé pq tem atividades mais interessantes a fazer do que esperar a selecionadora entrevistar o candidato que chegou primeiro?

5- Quer dar um de candidato pimpão fazendo perguntas superrrr pertinentes durante a explicação da vaga?

6- Por bem, avisam com antecedência que não gostam de pressão?

7- Informar que o antigo chefe era uma mala, assim, a selecionadora o encaminhará para um chefinho bem bonzinho?

8- E daí que esta concorrendo para a vaga do comércio, e pretende um dia fazer faculdade de enfermagem?

9- E pq não, levar o filhinho de 2 meses para a seleção, assim ele já vai se habituando com o mercado de trabalho?

10- Sabia que cabelo despenteado e com bolinhas do cobertor são a última tendência nas dinâmicas?

11- Utilizar de gírias para demonstrar toa a espontaniedade da pessoa?


Parece brincadeira, mas não é. Realmente tudo o que escrevi acontece, não sempre e não com todos os candidatos, mas acontece....Eu sei que muitos não tem condições de comprar roupas, mas eu sou bem realista, e sei que existem calças sociais e camisas (femininas e masculinas) bem baratinhas, que garanto são mais baratas que um blusão de moleton de surf...


Eu não quero acreditar, que as pessoas que tem esses comportamentos são tão alienadas ao ponto de não terem noção de como se comportar e se vestir para disputar uma vaga....Sinceramente, só peço o minímo de educação. Se eles não tem o que fazer, eu tenho, e outros com certeza precisam e mereceriam mais a oportunidade disperdiçada.


É...estou inconformada mesmo....

9 comentários:

  1. Oi Karina,

    Imagino o que vc não passa nessas seleções....Uma grande amiga minha trabalha com isso tb, sei como funciona.

    Adorei as suas considerações sobre as obsessivas. E sobre o comportamento dos homens.

    Beijos,

    Bela - A Divorciada

    ResponderExcluir
  2. Mas seu inconformismo é uma forma de deixar boas dicas de comportamento pra muitas pessoas e não apenas para uma entrevista... Adorei os casos. Tem hora que você deve dar muita risada, não é não? Aquele tipo de risada que conheço bem "eu não estou acreditando no que estou ouvindo e vendo!". Aquele programa Ídolos mostra bem a cara de pau de alguns 'candidatos' - não deixa de ser um tipo de entrevista aquilo lá, né?

    Beijos, Karina,
    Amei a postagem,
    Talita.

    ResponderExcluir
  3. Pois é, Karina. Acho que tem gente que pensa que só o fato dela ir à entrevista/seleção já é suficiente. Outros parecem que são obrigados a ir, e realmente não estão em interessados em passar. ^^
    Vai saber né...

    Parabéns pelo o blog, leio há tempos (só não comento muito rsrs)! Eu assino o feed, então toda vez que você atualiza, eu fico sabendo.

    Beijo do seu primo! Até mais!

    ResponderExcluir
  4. Ká,
    se tem uma coisa que eu constato dia após dia é que não há limite para o número de pessoas sem-noção no mundo!!!! A gente vê cada coisa tão absurda, que vc acha que só pode ser pegadinha...tem que rir! Imagino que se comigo é assim, com vc no papel de "recrutadora" deve ser elevado a 1.000.0000, né? Tem que ter muito jogo de cintura e muito feeling pra lidar com este seu trabalho...mas que deve dar boas risadas, deve (pelo menos depois que a raiva passa)...rsrsrsr
    beijo

    ResponderExcluir
  5. Karina,

    Ano passado trabalhava com seleção e recrutamento, esse ano dou aulas em uma universidade para alunos de 1 e 2 semestre, então quando tento dizer a eles que os bonés com os quais eles vão para as aulas não combinam com a sala de aula, também estou tentando dizer que se forem assim para uma seleção, serão rechaçados, mas é o mesmo que nada.

    Quanto ao seu post:

    1- Chegam atrasadas para criar um mistério?

    Não, eles chegam atrasados na entrevista para mostrar que chegarão atrasados também no trabalho caso sejam contratados, como marco entrevistas em horários fixos previamente, já excluo os atrasados dos processos seletivos pois eles não têm outra oportunidade de fazer a seleção.

    2- São arrongantes por puro charme?

    Não, é auto-sabotagem, não querem trabalhar e a arrogância é para testar se os eliminaremos logo. Comigo funciona.

    3- Vestem jeans e blusinha (blusa de moleton e afins), pq as roupinhas mais "sociais" ficam para ir à missa (ninguém ainda me respondeu se falar "social" é brega =D ) ?

    Não, na realidade no guarda roupa deles não existe a tradicional roupa de ir a missa. Porque acredite eles vão a missa com miniblusas, piercings aparecendo e jeans de cós baixo, mas os que vão de moleton de surfista, boné na cabeça e óculos escuro, pergunto se a sala está muito iluminada para o óculos ou muito fria para o moleton. Também costumo dizer e mostrar através de uma visita guiada pela empresa como se vestem as pessoas que trabalham ali e pergunto se podem se adequar. Alguns dizem não e vão embora.

    4- Ficam batendo o pé pq tem atividades mais interessantes a fazer do que esperar a selecionadora entrevistar o candidato que chegou primeiro?

    Se está com pressa é porque marcou várias atividades para o mesmo horário ou intervalo de tempo, será que depois de contratado vai dar a atenção necessária para cada atividade que seja solicitada pelo chefe? Costumo fazer as entrevistas em horário previamente fixado, se chegou cedo ponto pro candidato, mas sabe que vai esperar, se chegou atrasado, infelizmente não terá outra oportunidade porque só espero o prazo de atraso que a empresa dá para os funcionários, 10 minutos.

    5- Quer dar um de candidato pimpão fazendo perguntas superrrr pertinentes durante a explicação da vaga?

    Não entendi esse 5 item.

    6- Por bem, avisam com antecedência que não gostam de pressão?

    Se não gostam de pressão como vivem no mundo moderno?

    7- Informar que o antigo chefe era uma mala, assim, a selecionadora o encaminhará para um chefinho bem bonzinho?

    Eu aproveito esas informações para comparar o comportamento do candidato com o chefe que ele diz ser mala, as vezes o mala era o candidato mas ele tem que culpar alguém né?

    8- E daí que esta concorrendo para a vaga do comércio, e pretende um dia fazer faculdade de enfermagem?

    Quando acontece isso comigo pergunto qual a necessidade de estar buscando vaga em uma empresa com objetivos tão distintos do candidato, pergunto se ele não acredita ser melhor buscar a vaga em algo similar com o que ele tem de plano para o futuro.

    9- E pq não, levar o filhinho de 2 meses para a seleção, assim ele já vai se habituando com o mercado de trabalho?

    Eu não tenho filhos, mas costumo ter paciência com as mães, porque consigo imaginar o desespero de muitas delas, mas deixo claro que nem a seleção é lugar para ela estar com o filho e, mostro que ela ainda não está preparada para voltar ao mercado de trabalho, se ainda não consegue se afastar do filho e não confia em alguém para deixá-lo.

    10- Sabia que cabelo despenteado e com bolinhas do cobertor são a última tendência nas dinâmicas?

    E o que falar dos que vão com kilos de bolinhas coloridas? virou moda isso.

    11- Utilizar de gírias para demonstrar toa a espontaniedade da pessoa?

    eu costumo dizer aos candidatos "mano, meu, tipo assim": Fulano, por favor agora traduza para português porque não compreendemos bem o que você tentou nos explicar. Aqui falamos Português.

    Imagino como você se sente, passo por isso com frequência.

    beijos

    Patifa

    ResponderExcluir
  6. Oie Patifa:

    Adorei as respostas, viu =D O 5º item, é quando estou apresentando a vaga e um candidato nem espera eu terminar a frase e já me interrompe...Dúvidas tudo bem, mas espera a conclusão da explicação, parece que querem dar uma de espertinhos, sei lá...Ainda bem que vc dá aula em Universidade, existe uma esperança, rs Bjuuu

    ResponderExcluir
  7. Karina

    Tenho minhas dúvidas quanto aos futuros profissionais que estamos formando, mas tento ser uma boa professora para eles, obrigo eles a lerem (me odeiam por isso), obrigo eles a escreverem muito (também me odeiam por isso), faço eles prestarem muita atenção nas explicações que dou em sala de aula para aprenderem a trabalhar a escuta (coisa que antes não era valorizada), eu tento, mas a garotada de hoje é muito difícil mesmo.

    beijos

    Patifa

    ResponderExcluir
  8. Roupa condizente,
    vocabulário apropriado
    e postura profissional
    - convenhamos -
    são indispensáveis!

    Mas, honesta e lamentavelmente,
    não me espanto com quase mais nada...
    Onde estão
    os valores básicos
    da sociedade?

    Vou além do inconformismo:
    sou uma INDIGNADA! (risos)
    Um beijo,
    doce de lira

    ResponderExcluir
  9. Tem uma promoçãozinha no blog, participe
    bjs

    boa semana

    ResponderExcluir

Pode soltar o verbo...Inconforme-se